quinta-feira, 25 de março de 2010

Cuidado pra que, né?

Oi galerinha linda e culta que acompanha sempre os posts nesse blog! Gente, eu tb gosto desse blog (sei que parece mentira), mas é que trabalhar/estudar/dormir tá tomando muito o meu tempo. Já reduzi a parte de dormir ali, tá sendo só 5h de segunda a sexta, mas prometo que quando eu for rica&famosa&poderosa&glamourosa&redatora de sucesso, não vou esquecer de nenhum de vocês e vou dar uma passagem pra Irlanda pra cada um.
Bem caros amiguinhos, essa semana vou falar de um fato que me chocou bastante recentemente. Não, não é o julgamento dos Nardoni, que foi noticiado a semana inteira, nem o do Adriano que tá distribuindo veículos e batendo na namorada, neeeeeeeem o do Wagner Love que só anda escoltado. O caso é outro. Alguém aqui viu uma reportagem sobre uma cigana que teve a filha literalmente arrancada dos braços em Jundiaí?? Achei desumano, horrível, inaceitável e deplorável. Guarda Municipal querendo mostrar serviço? Achei que foi totalmente desnecessário. Não o ato de tirar a criança da mãe (o que discutiremos a seguir), mas a maneira como foi feita, de forma tão violenta e traumatizante. Gente, existe tanto caso de criança pedindo esmola nas ruas, sendo exploradas mesmo, e ninguém toma, por que tomar de uma cigana que estava com a menina no colo, lendo a sorte nas mãos? Pra mim isso não é pedir esmola, é prestar um serviço... engraxar sapato não é pedir esmolas.. ou é e eu não to sabendo? É questão cultural até, os ciganos lerem a sorte na palma das mãos. A questão da exploração infantil é um caso sério, não pode ser tratada dessa maneira. E que melhores condições são essas que você tira uma criança de colo da mãe puxando até as duas se descabelarem de chorar?? E outra... lógico que a criança ia estar no colo da mãe, só tem 1 ano e 2 meses, se estivesse no chão poderia se machucar. Realmente me revoltou, de verdade!!
Uma criança que sofre maus tratos fica feliz longe do agressor, a menina chorou o tempo todo no abrigo, além da falta da mãe, ainda teve o susto... monstros esses guardinhas de merda que fizeram isso, mereciam punição na minha opinião. Concordo com os profissionais que ENTENDEM do assunto e discorrem sobre melhorias que poderiam ser obtidas para a criança a para a mãe de maneira mais calma e sem traumas.
Querer mostrar serviço atacando gente inocente é fácil, agora prender bandidinho adolescente todo mundo tem medo. Tanta gente fazendo coisas ruins aí pelas cidade, porque não pegá-las? Combater o crime, a violência e a injustiça sim bigchampz, mas que tal se for contra criminosos e injustos?


PS: link da reportagem nos comentários